Grupo Teatro de Caretas realiza oficina sobre teatro político

Nesta sexta-feira, 16 de novembro, das 14h às 17h, a Sala de Dança do Porto Dragão será palco da oficina prática “Teatro político – compartilhamento da experiência junto ao Grupo Yuyachkani”. A formação é uma extensão da vivência que componentes do Grupo Teatro de Caretas tiveram com artistas do conjunto independente de teatro Yuyachkani na 10ª edição do Laboratório Aberto – Encontro Pedagógico, evento realizado em Lima, no Peru.

A atividade, aberta a todos os interessados e com limite de 15 vagas, será ministrada por Vanéssia Gomes e Vera Araújo, atrizes do grupo, que este ano desenvolvem no Laboratório de Teatro do Porto Iracema das Artes o projeto “Boca Amordaçada”.

A proposta da oficina prática é replicar o conteúdo absorvido com o grupo Yuyachkani. A participação no evento na capital peruana foi uma das ações realizadas dentro do Projeto Projeto Boca Amordaçada – Dramaturgia Feminina – Ativismo em Cena. No encontro organizado em agosto deste ano, integrantes do grupo Teatro de Caretas participaram de sessões de treinamento, oficinas sobre comportamento cênico, teatro e memória, voz, ritmo, objetos, máscaras, demonstrações, desmontagens, conferências e ainda assistiram apresentações dos espetáculos do repertório do grupo peruano que completa 47 anos em 2018.

Sobre o projeto “Boca Amordaçada”

Processo de criação teatral articulando dramaturgia feminina e ativismo em cena, a pesquisa de criação teatral busca articular elementos que integrem atuação, dramaturgia e espaço urbano para composições cênicas. O estudo busca vivenciar um processo artístico que dispare pensamentos, performances e cenas teatrais destacando a arte pública, o ativismo, as comunidades temporárias, o feminismo, a política, o teatro de invasão e a teatralidade. Os nortes são as questões relacionadas ao teatro latino-americano.

Artistas/pesquisadoras: Vanéssia Gomes, Herê Aquino, Vera Araujo, Juliana Santana e Isabele Teixeira.

SOBRE O YUYACHKANI

Yuyachkani é um grupo teatral independente peruano fundado em 1971 por Miguel Rubio. O grupo nasceu de uma dissidência do Yego Teatro Comprometido, integrado por jovens universitários de classe média e orientado para o público juvenil. O nome representa – em quíchua “estou pensando, estou recordando”.

Com referências iniciais de Augusto Boal (criador do Teatro do oprimido), do teatro documento, de Bertolt Brecht, e do teatro de agitação e propaganda, nasceu a experiência de criação artística do grupo, vocação popular e compromisso, que soube incorporar novas fontes e amadurecer um trabalho sempre articulado ao processo social e político do Peru.

Em 1984, receberam o Prêmio Ollantay do Celcit na categoria de buscas e novos aportes, o Prêmio Nacional e Direitos Humanos 1999, no Peru. A Casa de las Américas conferiu-lhes em 2001 o Prêmio El Gallo de Havana.

Serviço

O quê: Grupo Teatro de Caretas realiza oficina sobre teatro político
Quando: 16 de novembro, das 14h às 17h
Onde: Sala de dança do Porto Dragão (Rua Boris, nº 90 – Praia de Iracema)
GRATUITO

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral
Publicado em 13/11/2018